O que procura no digital?

Muitos continuam a procurar a solução mágica no digital!

Mas poucos continuam a conseguir esses resultados.

A solução continua a ser "despejar" dinheiro em campanhas em redes sociais ou em anúncios?



Porque será que os investimentos no digital, e no desenvolvimento de soluções de suporte à actividade neste ambiente, continuam a ser considerados custos?


E, com um ambiente volátil e extremamente competitivo, onde os números demonstram que os resultados de à uns anos de 10% hoje estão transformados nuns optimistas 3% para os contactos obtidos nas redes sociais (de acordo com os dados de algumas plataformas de análise da actividade), o que não representam vendas mas contactos com as audiências! Ainda há muito quem espere resultados como à uns 4 anos.



Então já não vale a pena apostar em redes sociais?


Vale, mas com a consciência de que não se vai ter o mesmo tipo de resultados, ou que tem de se trabalhar ou investir mais para lá chegar (tempo e, às vezes, dinheiro).


Mas mais relevante é ter consciência que o ambiente "web" (e é mesmo uma teia) está cada vez mais complexo, principalmente no rescaldo (ou quase) da pandemia.


Outra questão relevante é a necessidade do compreender de que nem todas as redes são relevantes para todos os negócios, e que o mais importante é ter uma plataforma própria.

E também que hoje em dia é sempre necessário investir para iniciar esta actividade e obter resultados.

Investir em promover as marcas e os produtos, não de formas ilícitas.


A não ser que haja tempo e capacidade de construir uma rede orgânica, com publicações adequadas e que, de facto, atinjam as audiências definidas no planeamento.


Como já uma vez referimos neste blog, as plataformas sociais não são um espaço próprio.

A qualquer momento uma conta, por exemplo, pode ficar bloqueada ou suspensa indevidamente (ou por motivos que não parecem muito lógicos, até porque são monitorizadas por "máquinas").


Muitas empresas continuam a manter unicamente como seu "site on-line" um espaço numa qualquer rede social. E quando acontece alguma coisa - é o caos!

Um restaurante que deixa de ter reservas, ou a "loja" que deixa de ter vendas.


É de recordar que não há muitos meses houve um "blackout" numa rede, e ninguém acedia a nenhuma a qualquer informação.



Então, deixo de estar on-line?


Estabeleça um território próprio.

Crie um site, mesmo que seja numa plataforma mais simples.

O principal é começar.


Hoje é extremamente relevante ter a possibilidade de manter um contacto com os seus potenciais clientes. Por exemplo, recolhendo emails que permitam o contacto directo ou a interacção comercial (gerar leads).


Naturalmente que o desenvolvimento de uma plataforma pode chegar a ser complexo. Há cada vez mais tecnologia e estratégia envolvida.

Desde o desenvolvimento do site, o ter conteúdos relevantes, produzir imagens e vídeos, o SEO, SEM (e tantas outras siglas relevantes para a actividade digital). É necessário aplicar recursos e motivação para manter uma posição relevante no mercado.

Tal como qualquer outra actividade que possua a mesma orientação, posicionamento e estratégia numa empresa.


Mas seleccionar um bom parceiro pode trazer uma fluidez de tráfego que pode ser o necessário para desenvolver uma presença com alguma solidez on-line.


Esta presença é um complemento à sua presença em outras plataformas e outras actividades a desenvolver no digital.

Essencial é pensar e desenvolver uma estratégia. Como em qualquer outra área, pensar primeiro e investir depois.

Despejar dinheiro no problema nunca vai resolver, e dificilmente trás resultados.


Se para alguns for complexo, recorra a um parceiro para esta área.

SEO, anúncios pagos, presença nos motores de busca, criação de conteúdos, ligação com outras plataformas,....

Tudo são áreas relevantes para estruturar a sua presença digital.



É assim tão complicado?


Se na sua área de negócio considera que os "amadores" não resolvem as soluções, e que curiosos acham sempre que já dominam, o mesmo se passa nesta área tão técnica e evolutiva do digital.

Dezenas de redes sociais, soluções a implementar e monitorizar, estratégias a definir, são tudo tarefas para realizar e desenvolver numa presença social.



Folheie um livro da área e verá (pelo menos terá uma amostra - e há muitos por aí).


Pode tentar apreender e evoluir por conta própria, naturalmente.

Só depende das suas necessidades e da complexidade do que quer implementado, ou do tempo que tiver no seu plano estratégico.



NÃO HÁ SOLUÇÕES MÁGICAS


Não, não há. E terá sempre de investir tempo e dinheiro.

Tal como faria em qualquer outra área do seu negócio.

As redes sociais são práticas e dinâmicas se souber usá-las. Mas se uma delas parar amanhã, ou no extremo, fechar, com o que fica?


E não se iluda, que a história da internet (mesmo que curta) já tem muitos exemplos destes.

Para os menos conhecedores algumas plataformas podem não dizer muito, mas o Hi5, MySpace, MIRC e muitas outras foram plataformas onde utilizadores e marcas investiram muito dinheiro, deixaram de ser relevantes (ou de ter seguidores).

Hoje ou não existem, ou são "sombras" do que chegaram a ser.


Até algumas que foram criadas mais recentemente, como o "ClubHouse", tiveram sucesso no seu lançamento e, pelo menos em algumas geografias, passado o "fulgor do momento" quase passam à obsolescência.


Por isso tudo é uma "teia", mas que vai sendo cada vez mais intrincada e mais complexa.

E onde é cada vez necessário mais investimento.

E onde é necessário assegurar a sua presença e dinamização.


Há. E não se esqueça. Não é algo que pode fazer hoje e esquecer e dentro de uns anos (talvez) vai lá ver o que se passa.


Pense no seu papel enquanto consumidor. Quando uma marca que usa, ou uma app que tem no telefone, deixa de evoluir para onde vai a sua fidelidade ou escolha?

Se na sua rede social preferida, as marcas que segue deixarem de aparecer, lembra-se de ir atrás delas e ver o que andam a fazer?


Afinal hoje também já não andamos de carroça e investimos em veículos cada vez mais complexos para nos deslocarmos. Porque no resto é diferente.


Esta área também evoluiu. Só que muito mais rápido.


O que está a fazer para mudar este panorama na sua estrutura?


Se tiver dúvidas, podemos começar pela sua estratégia de presença digital.

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo